Wittgenstein: estética e filosofia, Artistas e filósofos

Edimar Inocencio Brigido

Resumo


A análise estética elaborada por Wittgenstein não se restringe ao campo meramente teórico, uma vez que o autor pretende evidenciar a dimensão pragmática da arte, na qual a expressão estética encontra o seu lugar. Nessa perspectiva, que foge ao apelo positivista de evidenciar o aspecto causal da arte e das reações por parte do sujeito que a contempla, Wittgenstein faz aproximar do procedimento estético a atividade filosófica, equiparando ambas ao mesmo patamar, ao mesmo tempo em que demonstra o quanto é importante para o filósofo adotar o procedimento do artista. Somente com esse movimento torna-se possível solucionar todos os problemas que afligem a filosofia ao longo da tradição. A atividade estética se caracteriza pelo método descritivo das expressões que a arte (e o mundo em geral) provoca no sujeito. Trata-se, portanto, do comportamento adequado que traz como consequência a superação dos enigmas estéticos. A investigação se volta para os gestos, para a maneira como as pessoas reagem ao contato com uma obra de arte, porque, segundo Wittgenstein, o corpo humano é a melhor imagem da alma humana, o qual não permite errar. Compreender o motivo, a razão de determinada reação, é o meio eficaz para solucionar tais enigmas. Em resumo, o gesto é elevado por Wittgenstein à condição de “expressão” que comunica de forma categórica uma impressão, a qual não pode ser verbalizada de modo correto, gozando de um permanente fracasso nessa tentativa. Isso posto, é importante notar que, estendendo a análise estética e aplicando à atividade filosófica, é possível concluir que a própria filosofia pode ser entendida como um gesto que expressa o pensamento do filósofo. O pensador de Viena chama a atenção para esse modo de dissolver os enigmas estéticos e afirma que é enormemente importante para toda a filosofia. Esse é o ponto que permite aproximar estética e filosofia, artistas e filósofos, pois a verdadeira obra de arte, que é uma manifestação estética, contribui para modificar a maneira como se observa e percebe o mundo, da mesma maneira como faz a atividade filosófica. Nesse sentido, nosso objetivo repousa na intenção de investigar o papel que a estética ocupa na filosofia wittgensteiniana, bem como ambas (estética e filosofia, artistas e filósofos) se relacionam.


Palavras-chave


Estética. Filosofia. Artistas. Filósofos. Gesto. Expressão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Edimar Inocencio Brigido

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/deed.pt

PERI - Revista de Filosofia
ISSN 2175-1811, Florianópolis,
Santa Catarina, Brasil
e-mail: revistaperi@contato.ufsc.br