A crítica feminista na filosofia política: algumas reflexões a partir das críticas de Catharine Macaulay a Thomas Hobbes

Monica Franco

Resumo


O objetivo principal deste artigo é destacar o papel e a importância da crítica feminista na filosofia política, tendo como exemplo as críticas de Catharine Macaulay à teoria do contrato social de Thomas Hobbes. A fim de realizar os esclarecimentos necessários para o desenvolvimento desta reflexão, é feita, primeiramente, uma reconstituição do diagnóstico geral traçado pelas críticas feministas às teorias do contrato social de inspiração hobbesiana. Esse panorama crítico constitui uma breve introdução para a apresentação do pensamento moral e político de Macaulay, o qual é então abordado em suas linhas gerais. Macaulay levanta várias objeções à teoria do contrato hobbesiana, de modo que a análise dessas objeções revela o seu comprometimento a uma versão nãohobbesiana do contratualismo. Dessa forma, são analisadas algumas implicações das suas críticas para a possibilidade de defesa de uma teoria política liberal compatível com uma perspectiva feminista. Por fim, são feitas algumas reflexões de caráter mais geral, através dos pressupostos teóricos do pensamento de Macaulay, sobre o papel que a crítica feminista está apta a desempenhar na filosofia política. Especificamente, são destacadas a sua pertinência e a necessidade de conhecê-la, a fim de que seja possível alcançar a igual consideração das mulheres tanto na argumentação teórica como no domínio prático da convivência social.


Palavras-chave


Feminismo, Teoria do contrato social, Thomas Hobbes, Catharine Macaulay

Texto completo:

PDF

Referências


GREEN, Karen. “Catharine Macaulay”. The Stanford Encyclopedia of Philosophy (Fall 2018 Edition), Edward N. Zalta (ed.). Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2018.

GREEN, Karen. When Is a Contract Theorist Not a Contract Theorist? Mary Astell and Catharine Macaulay as Critics of Thomas Hobbes. In: HIRSHMANN, Nancy J. & WRIGHT, Joanne H. (Eds.), Feminist Interpretations of Thomas Hobbes. Pennsylvania State University Press, 2012, p. 158-176.

GUNTHER-CANADA, Wendy. Catharine Macaulay’s “Loose Remarks” on Hobbesian Politics. In: HIRSHMANN, Nancy J. & WRIGHT, Joanne H. (Eds.), Feminist Interpretations of Thomas Hobbes. Pennsylvania State University Press, 2012, p. 177-200.

HIRSHMANN, Nancy J. & WRIGHT, Joanne H. (Eds.), Feminist Interpretations of Thomas Hobbes. Pennsylvania State University Press, 2012, 291p.

HOBBES, Thomas. Leviathan, ed. A. P. Martinich and Brian Battiste (Peterborough, Canada: Broadview Press, 2010), p. 181-182.

HOBBES, Thomas. On the Citizen [De Cive], ed. and trans. Richard Tuck and Michael Silverthorne (Cambridge: Cambridge University Press, 1998).

MACAULAY, Catharine. A Treatise on the Immutability of Moral Truth (London: A. Hamilton, 1783).

MACAULAY, Catharine. Loose Remarks on Certain Positions Found in Mr. Hobbes’ “Philosophical Rudiments of Government and Society” with a Short Sketch of a Democratical Form of Government in a Letter to Signior Paoli (London: W. Johnson, in Ludgate-Street, 1769).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Monica Franco

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/deed.pt

PERI - Revista de Filosofia
ISSN 2175-1811, Florianópolis,
Santa Catarina, Brasil
e-mail: revistaperi@contato.ufsc.br